Como reverter preenchimentos faciais em até 48 horas

Como-reverter-preenchimentos-faciais-com-ácido-hialurônico-hialuronidase

A procura por procedimentos de Harmonização Orofacial (HOF) aumentou muito nos últimos anos. O preenchimento facial é um deles, por ser rápido e menos invasivo. Mas no conteúdo de hoje, vamos te explicar porque o profissional de HOF não só deve saber aplicar as técnicas corretas, como também saber reverter preenchimentos faciais.

O resultado é individual para cada paciente, por diversos fatores físicos, possíveis intercorrências e cuidados no pós-procedimento. Conforme o Presidente Fred Fedok, da Academia Americana de Cirurgia Plástica Facial e Reconstrutiva (AAFPRS), há diversos motivos que influenciam na decisão de reverter o preenchimento de Ácido Hialurônico.

Portanto, se uma pessoa tiver como referência o procedimento que alguma celebridade fez, pode não ficar tão contente assim com o resultado. Por isso, é dever do profissional orientar o paciente para que ele entenda que é possível ter apenas uma previsão de como ficará o pós-procedimento.

Inclusive, esse é um dos recursos da nova versão do SHOF, o planejamento virtual dá uma previsão do resultado bem próxima do real. Assim, o paciente tem uma noção maior de como ficará após o procedimento, promovendo mais segurança e conforto.

Enfim…

Se você quer saber como reverter preenchimentos faciais, continue lendo!

O que utilizar para reverter preenchimentos faciais?

Antes de tudo, você deve saber que a aplicação e a reversão de procedimentos de harmonização facial deve ser realizada apenas por profissionais da área da saúde. Você pode saber quais são eles aqui.

Agora vamos ao que interessa: como é possível reverter preenchimentos faciais?

Existe uma substância que pode reverter os efeitos em até 48 horas. A Hialuronidase é uma enzima extraída de testículos bovinos e ovinos, que facilita a diluição de líquidos injetados no tecido conjuntivo. Isso porque quebra as moléculas do ácido de forma rápida, sendo que o corpo absorve a enzima de forma natural, expelindo-a mais tarde pelos rins.

Hialuronidase cortando uma molécula de ácido hialurônico-ácido-hialurônico-preenchimento-facial-reverter-reversão-hof-shof-harmonização-orofacial-facial
Hialuronidase cortando uma molécula de ácido hialurônico.
Imagem de http://www.proteopedia.org/wiki/index.php/2pe4.

Dessa forma, promove a destruição do preenchimento imediatamente e o paciente se vê livre dos efeitos indesejados rapidamente. Seu efeito é imediato, sendo que o tempo de meia-vida é de até 2 minutos. Mas a duração da ação no tecido dura de 24 a 48 horas, de acordo com as Diretrizes de Complicações Estéticas, do Grupo dos Especialistas em Complicações Estéticas (ACE).

Você pode ler mais sobre isso no Jornal da Dermatologia Clínica e Estética (JCAD).

Mas atenção: a hialuronidase só funciona para reverter preenchimentos faciais que utilizam ácido hialurônico.

Portanto, ela não é efetiva em preenchimentos do tipo Bellafill, Sculptra e Radiesse. Para Samuel J. Lin, renomado cirurgião plástico de Boston, a injeção de esteroides é o melhor método para a remoção e destruição desses outros tipos de preenchimentos.

Quando utilizar a Hialuronidase para reverter preenchimentos faciais?

De acordo com um estudo publicado no periódico Surgical & Cosmetic Dermatology, a hialuronidase é indicada em casos de intercorrências graves com preenchimento. Por exemplo: efeito Tyndall, nódulos tardios, reação alérgica ao preenchimento e cegueira. Ou então, quando o paciente não ficou contente com o resultado.

Mesmo sendo seguro e muito utilizado nos procedimentos de harmonização orofacial, o ácido hialurônico pode ocasionar efeitos adversos precoces. Conheça alguns deles:

  • Edema e eritema: são geralmente imediatos, em resposta a agressão do tecido. Com aplicação de gelo na região afetada, pode regredir em 1 ou 2 dias;
  • Equimose e hematoma: pode ocorrer por perfuração de vasos sanguíneos de pequeno porte ou por compressão. Tende a melhorar de 5 a 10 dias;
  • Necrose: é um efeito mais raro, mas pode ocorrer por intensa inflamação no local ou injeção intra-arterial. Sem devidos cuidados, a região estará ulcerada e necrosada entre 2 e 3 dias;
  • Infecções: podem ocorrer em consequência de produto contaminado ou técnica inadequada de assepsia. Portanto, o tratamento depende da origem, que pode ser bacteriana ou viral;
  • Nódulos: eles podem ocorrer após dias ou semanas e seu tratamento inclui massagem local ou a remoção do mesmo.

Além disso também há efeitos adversos tardios da aplicação do ácido hialurônico que podem ocorrer no paciente. Veja quais são:

  • Granulomas: ocorrem entre 6 meses a 2 anos após a aplicação do preenchimento, por conta de problemas no produto. O profissional de harmonização facial tem capacidade técnica para escolher qual substância utilizará: hialuronidase, injeção intralesional de corticóide ou ainda a remoção cirúrgica, caso necessário;
  • Reações alérgicas: podem ocorrer em curto (3 a 7 dias) ou longo prazo (1 a 6 meses). Assim sendo, o tratamento pode variar, administrando-se corticoide via oral ou infiltração intralesional de corticóide;
  • Cicatriz hipertrófica: pode ocorrer nos locais de punctura da pele.

Sobre a aplicação da Hialuronidase

Ainda que seja utilizada para reverter preenchimentos faciais, a hialuronidase também pode gerar reações adversas. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, 54% dos pacientes que utilizam hialuronidase não apresentam reações. Aqueles que apresentam reações adversas podem ter:

  • Edema leve mais eritema de ardência;
  • Eritema de ardência;
  • Eritema mais edema leve;
  • Somente eritema.

Embora as reações da hialuronidase sejam adversas, a substância é segura e eficaz para reverter preenchimentos faciais. Pode ser utilizada em todos os preenchimentos com ácido hialurônico, sendo que o uso mais comum é na face. De acordo com estudos publicados na revista Surgical & Cosmetic Dermatology, as áreas da face que mais sofrem aplicação de hialuronidase são:

  • Região Nasojugal;
  • Região Malar;
  • Sulco labiomentoniano;
  • Nasogeniano;
  • Lábio;
  • Áreas com cicatrizes de acne;
  • Região Periorbicular;
  • Região temporal.

Marcas mais utilizadas de Hialuronidase

Há diversas marcas de hialuronidase no mercado e seu preço pode variar bastante: entre R$ 340 a R$ 680 reais cada frasco. Dessa forma, o profissional de harmonização facial deve escolher a que melhor se adapta aos seus procedimentos.

Agora veremos as marcas de hialuronidase mais comercializadas no mercado:

  • Amphadase® de origem Bovina 150 UTR/ml;
  • Vitrase®  de origem Ovina 200 UTR/ml;
  • Hylenex® de origem Recombinante humana 150 UTR/ml (pureza 100 vezes maior do que algumas das preparações bovinas);
  • Hylase Dessau® de origem Bovina 150, 300 ou 1500 UTR/frasco;
  • Desinfiltral® de origem Ovina 1500 UTR/ml;
  • Hyalozima® de origem Bovina, mais comercializada no Brasil 2000/frasco 400ml ou 20000 UTR/frasco 4000ml.

A hialuronidase é uma substância essencial nos consultórios atualmente. Mas para que ela possa ser utilizada, deve ser armazenada corretamente. Veja como fazer isso a seguir:

Como armazenar a hialuronidase

Considerando o preço da hialuronidase, é indispensável que você saiba armazenar esse produto adequadamente. E para te ajudar com isso, trouxemos as indicações da revista Revista Surgical & Cosmetic Dermatology.

Em um artigo de 2015, a orientação era para armazenar a substância em temperaturas mais baixas, entre 2º e 8ºC, para manter a qualidade, conforme o prazo estabelecido pela marca. Assim sendo, quando armazenada em temperatura ambiente, o prazo de validade se restringe a 12 meses.

Agora que você já sabe tudo sobre hialuronidase, pode ficar tranquilo para atender seus pacientes com segurança.

Continue navegando pelo nosso blog e leia outros conteúdos sobre harmonização orofacial.

Até a próxima!

Equipe SHOF
Autora

© SHOF - Todos os Direitos Reservados.

Contatos