Como evitar contaminação por Covid-19 nos atendimentos

Imagine ter agora a oportunidade de aplicar as últimas inovações em Harmonização Orofacial (HOF) no dia a dia do seu consultório. Mas após enfrentarmos uma pandemia mundial, ficou claro que não é apenas necessário ser um ótimo profissional, mas também proteger a saúde dos seus pacientes. Então, como você pode garantir o melhor tratamento e evitar a contaminação por Covid-19? 

Muitos profissionais de HOF continuam realizando todas as etapas dos procedimentos presencialmente. Recebem todos seus pacientes em seu consultório, até mesmo para realizar uma anamnese básica, por exemplo.

Felizmente, isso não é mais necessário. Os profissionais podem contar com equipamentos, protocolos e outras ferramentas para iniciar e dar continuidade aos procedimentos de harmonização facial. Desta forma, além de evitar a contaminação por Covid-19, também é possível evitar possíveis processos judiciais.

Mesmo que você utilize todos os EPI’s (Equipamento de Proteção Individual) adequados e corretamente, há um risco de que o paciente se contamine por um erro de desparamentação. Ou ainda pela falta de cuidados de biossegurança. Até abril de 2021, o Brasil era o país das Américas com maior número de infectados e mortos pelo vírus.

É por causa desses motivos que nós juntamos algumas práticas que vão te ajudar com a biossegurança no seu dia a dia.

Leia o artigo até o fim e veja como cuidar da sua saúde e a dos seus pacientes!

Cuidados para evitar a contaminação por Covid-19:

Quando você se protege, está protegendo todos que entram em contato. Mas é claro que seus pacientes também devem ser instruídos com os cuidados antes de realizar um procedimento, para manter sua própria segurança. As orientações são de conhecimento público, mas é sempre necessário relembrar.

Todos que chegarem no consultório devem higienizar as mãos frequentemente com água e sabão ou com álcool em gel. Juntamente a isto, é necessário colocar marcações na recepção, com o distanciamento de 1,5 a 2 metros entre os pacientes.

Modos de Transmissão do Coronavírus:

Tendo em vista o que falamos anteriormente, é crucial entender como ocorre a transmissão do vírus! Confira abaixo:

  • Primeiramente, temos a forma mais comum de contaminação: por contato ou gotículas. Dentro de 1 metro de distância pode ocorrer a transmissão da doença.
  • A segunda forma é a propagação por aerossóis, muito utilizados na área da saúde, principalmente na odontologia. A OMS tem estudado este tipo de transmissão, proporcionada pela suspenção de núcleos de gotículas no ar. Além disso, há estudos relacionando surtos da doença em espaços fechados e com superlotação que apresentaram a possibilidade de disseminação por aerossóis.
  • A terceira forma é por fômites (superfícies contaminadas), já que o Covid-19 pode sobreviver de minutos a dias.
  • Além das formas citadas, existem relatos de detecção do vírus em: fezes de pacientes, urina, plasma, entre outros, de acordo com a Organização Pan-Americana de Saúde. Veja mais sobre isso aqui.

EPI’s para o atendimento em Harmonização Orofacial:

epi-como-evitar-a-contaminação-por-covid-19-atendimento-tratamento-procedimento-hof-harmonização-orofacial-facial

Em dezembro de 2019, na China, foi encontrado o Coronavírus, causador da doença respiratória aguda grave: Covid-19. Ele é o responsável pela pandemia mundial anunciada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) em 11 de março de 2020. A partir disso, todos os cuidados com os pacientes tiveram que se transformar.

Apesar dos atendimentos em HOF serem relativamente rápidos, os protocolos de prevenção são indispensáveis, como a utilização dos Equipamentos de Proteção Individual. De acordo com a OPAS (Organização Pan-Americana de Saúde), temos alguns passos para seguir antes de iniciar qualquer procedimento.

Continue lendo para saber como paramentar e desparamentar corretamente!

Como colocar os EPI’s corretamente

Em primeiro lugar, você deve definir um local seguro para se paramentar, desparamentar e descartar os EPI’s utilizados. A partir disso, você pode iniciar a preparação para o atendimento:

  • Primeiramente, você vai colocar seu avental descartável e gorro;
  • Seu próximo passo é colocar a máscara cirúrgica ou respirador (N95 ou similar);
  • Após estar com sua máscara, é o momento de vestir os óculos de proteção e/ou o protetor facial;
  • Por último, calçar suas luvas e colocá-las até acima do punho.

Como remover os EPI’s evitando a contaminação por Covid-19

Finalizou o procedimento? Agora é o momento de remover todos os equipamentos, mas é necessário seguir uma sequência. Veja como fazer isso:

  • Simultaneamente, você vai remover os equipamentos mais contaminados, por exemplo o avental descartável, gorro e suas luvas. Logo após, higienize suas mãos;
  • Em seguida, deve remover sua proteção ocular de trás para frente;
  • E finalmente, retirar sua máscara de trás para frente e finalizar higienizando novamente suas mãos.

É importante se atentar ao descarte, que deve ser feito em um lixo infectante (saco branco). Uma empresa deve ser escolhida pelo município ou estado responsável pelo transporte e tratamento dos resíduos. O tratamento é feito com a inativação microbiana nos aterros e, posteriormente, triturado.

Veja aqui como colocar e remover os EPI’s – arquivo da Organização Pan-Americana de Saúde.

Etapas do procedimento que podem evitar a contaminação por Covid-19

De acordo com O Guia de Orientações para a Atenção Odontológica no Contexto da Covid-19, muitos recursos de transição foram adicionados na saúde para diminuir a transmissão do Coronavírus. Uma das mais novas é a telessaúde, ou teleatendimento, uma ferramenta complementar que está auxiliando a Harmonização Orofacial.

Atendimentos iniciais e consultas pós-procedimentos por meio de videochamadas se tornaram populares. Justamente porque diminuem o tempo e a quantidades de consultas presenciais e, consequentemente, diminuem gastos com EPI’s.

Normalmente consultas pós-procedimentos são relizadas de 7 a 15 dias após o tratamento. Ao utilizar o teleatendimento, é possível marcar uma consulta online com seu paciente logo no dia seguinte. Isso permite realizar uma análise da aceitação do medicamento e em casos de efeitos adversos resolvê-los de forma ainda mais ágil.

E você já ouviu falar sobre a realização de anamneses antes do paciente pisar no seu consultório?

Pois é, isso serve para diminuir a contaminação por Covid-19, por meio de envio eletrônico dos dados. Dessa forma, seu paciente não precisa responder mais a ficha presencialmente, diminuindo a circulação de papéis e canetas pelo consultório, já que os dados ficam salvos em nuvem.

Quer saber como atender e tratar seus pacientes de forma mais segura?

Saiba mais sobre o SHOF – Sistema de Harmonização Orofacial – aqui!

Equipe SHOF
Autora

© SHOF - Todos os Direitos Reservados.

Contatos