Harmonização Facial: 9 coisas que você precisa saber

Botox, preenchimento labial, fios de sustentação… Saiba tudo sobre um dos mercados que mais crescem no Brasil

9 coisas sobre harmonização facial

A procura por procedimentos estéticos aumentou drasticamente nos últimos anos. E, claro, não estamos falando apenas de cirurgias plásticas, mas também de procedimentos não-cirúrgicos, ou seja, procedimentos de Harmonização Facial.

No Google Trends, o termo “Harmonização Facial” teve um aumento de 450% nas buscas entre Dezembro de 2019 e Dezembro de 2020.

“Preenchimento labial”, “aplicação de Botox” e “ácido hialurônico na boca”, por exemplo, também estão entre os termos mais procurados no Google nesse mesmo período.

O crescimento de procedimentos de Harmonização realizados no Brasil e no mundo é por causa das suas vantagens em relação aos procedimentos cirúrgicos. Por serem menos invasivos, são mais rápidos e não exigem internação. Além disso, o custo é mais acessível para o paciente e a recuperação é bem mais tranquila e rápida.

Todos esse fatores contribuíram para a popularização da Harmonização Facial., com muitas oportunidades de crescimento.

Então, se você tem interesse em trabalhar na área, leia este artigo para descobrir o que você precisa saber sobre Harmonização Facial!

1. O que é Harmonização facial? 

A Harmonização Facial é um conjunto de procedimentos estéticos, que utilizam técnicas inovadoras e minimamente invasivas. Além disso, proporciona resultados muito satisfatórios, tanto estéticos quanto funcionais.

Por isso, sua procura aumentou drasticamente nos últimos anos. Tanto que, em 2018, 969 mil procedimentos estéticos não-cirúrgicos foram realizados no Brasil, de acordo com uma pesquisa da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS).

2. Qual é o objetivo dos procedimentos? 

O objetivo da Harmonização Orofacial é promover a harmonia do rosto, ou seja, equilibrar as características e proporções faciais do paciente. Os procedimentos retardam os efeitos do envelhecimento e melhoram a qualidade dérmica.

Eles estimulam a produção de colágeno e elastina, para devolver a elasticidade e a viscosidade da pele. Preenchem tecidos e compartimentos de gordura para recuperar o volume. E ainda relaxam a musculatura para suavizar as rugas.

Cada procedimento tem uma finalidade diferente, mas podem ser utilizados de formas complementares, para potencializar o resultado e trazer um aspecto mais jovial ao rosto.

3. Quando indicar? 

A harmonização facial é indicada para pessoas que querem melhorar algum aspecto da face. Mas isso não significa que serve apenas para corrigir alguma característica ali presente. Os procedimentos de HOF também têm função preventiva.

Algumas alterações, que geralmente ocorrem com o envelhecimento, podem aparecer em pacientes mais jovens. Seja por causa de intensa contração muscular ou da exposição solar excessiva, por exemplo.

Então, os procedimentos entram para retardar esses efeitos, relaxando os músculos que causam as rugas, preenchendo as linhas de expressão e devolvendo a elasticidade da pele.

Mas a harmonização orofacial também tem caráter funcional. Ou seja, algumas alterações, como Bruxismo e DTM (Disfunção Temporomandibular), podem ser resolvidas com uma aplicação de Botox.

4. Os procedimentos de harmonização são definitivos? 

No geral, os procedimentos de HOF não são definitivos, com exceção da bichectomia, que remove as bolas de Bichat. Os resultados podem durar de 4 meses a 4 anos. Mas a durabilidade do procedimento depende do produto, da marca, da técnica e do organismo de cada paciente.

Pacientes que têm muita força contração muscular, ou que realizam atividades físicas de alta intensidade, por exemplo, desgastam rapidamente o produto. Portanto precisam de uma manutenção de aplicações mais frequente ou uma quantidade de produto maior.

5. Os procedimentos são reversíveis?

Sim, como é o caso dos preenchimentos com ácido hialurônico (AH). Mas, para isso, deve-se utilizar a enzima hialuronidase, que quebra as moléculas de AH. É importante que o profissional de HOF utilize este produto com cautela, para não retirar o colágeno natural da região.

E lembrando que essa enzima não tem o mesmo efeito em outros fármacos, como a Toxina Botulínica. Nesse caso, deve-se utilizar outras formas de reversão, como o uso de infravermelho, radiofrequência e DMAE injetável.

Para outros procedimentos, a melhor medida é esperar que a ação do produto cesse naturalmente. Afinal, os procedimentos têm efeitos temporários.

6. Possui contraindicações? 

Por menos invasivos que sejam os procedimentos de harmonização, nenhum deles está totalmente livre de intercorrências. O profissional de HOF sempre terá que ser cauteloso, fazer uma avaliação rigorosa do seu paciente para realizar um tratamento seguro a ele.

Dito isso, sim, há algumas contraindicações gerais para os procedimentos. Deve-se evitar realizá-los em gestantes, lactantes, menores de idade, presença de processo inflamatório ou infeccioso no local da aplicação, pessoas com alergia à qualquer componente da formulação.

Mas cada procedimento tem suas próprias contraindicações, por isso o profissional deve conhecer muito bem quais são elas antes de indicar o tratamento para o paciente.

7. Quais profissionais podem fazer harmonização facial? 

Somente profissionais da áreas de Ciências Biológicas e da Saúde, com formação ou especialização em saúde estética podem fazer harmonização facial.

Entretanto, não são todas as profissões que estão capacitadas a realizar todo tipo de procedimento. O que podem ou não fazer vai de acordo com o Conselho Federal ou Regional da sua área.

Dentistas, por exemplo, podem realizar todos os procedimentos de HOF, mas farmacêuticos e biomédicos estetas só podem realizar técnicas menos invasivas de preenchimento.

Então, veja abaixo quais procedimentos os profissionais podem realizar, de acordo com seu respectivo Conselho Federal:

Cirurgiões plásticos 

Pioneiros no mercado da harmonização facial, os cirurgiões plásticos podem realizar todos os procedimentos da harmonização facial. Incluindo procedimentos invasivos, por exemplo, o lifting cirúrgico. 

Dermatologistas  

O dermatologista com especialização em dermatologia cosmiátrica pode executar com habilidade vários procedimentos. Entre eles, a aplicação de Toxina Botulínica, preenchimentos, laser para rejuvenescimento, peelings e tratamentos para cicatrizes de acne, por exemplo. 

Dentistas 

Cirurgiões-dentistas estão habilitados a realizar procedimentos de harmonização orofacial, desde que a atividade foi regulamentada pelo Conselho Federal de Odontologia, em janeiro de 2019, por meio da resolução CFO-198/2019.  Assim sendo, ela reconhece a atividade de harmonização orofacial como especialidade odontológica. 

Então, veja abaixo os procedimentos que podem ser realizados pelos dentistas: 

  • Toxina Botulínica (Botox) e preenchedores faciais na região orofacial;  
  • Intradermoterapia e o uso de indutores de colágeno, com o objetivo de harmonizar o terço superior, médio e inferior da face, na região orofacial; 
  • Procedimentos de laserterapia, na sua área de atuação e em estruturas anexas e afins; 
  • Técnica cirúrgica de remoção da gordura da bochecha (bichectomia); 
  • Técnicas cirúrgicas para a correção dos lábios (liplifting).

Vale lembrar que que os cirurgiões-dentistas são os únicos profissionais de HOF que podem aplicar anestesia intra-oral.

Biomédicos estetas

De acordo com a resolução do Conselho Federal de Biomedicina, o biomédico que possuir habilitação em Biomedicina Estética poderá realizar a prescrição de substâncias e outros produtos para fins estéticos, por exemplo:  

  • Aplicação de Toxina botulínica (Botox); 
  • Substâncias utilizadas na intradermoterapia; 
  • Substâncias classificadas como correlatos de uso injetável; 
  • Preenchimentos dérmicos subcutâneos; 
  • Fitoterápicos e nutrientes (vitaminas, minerais, aminoácidos, enzimas e lactobacilos). 

Farmacêuticos 

De acordo com a resolução 645/2017 do Conselho Federal de Farmácia, “o farmacêutico é capacitado para exercer a “saúde estética”. Desde que tenha pós-graduação reconhecida pelo Ministério da Educação.

Então, veja abaixo os procedimentos que os farmacêuticos estão autorizados a executar: 

  • Aplicação de Toxina Botulínica (Botox);
  • Peelings químicos; 
  • Preenchimentos dérmicos absorvíveis; 
  • Intradermoterapia/mesoterapia; 
  • Agulhamento e microagulhamento estético; 
  • Fios lifting absorvíveis; 
  • Fios ligfting de autosustentação (fios de PDO); 
  • Laserterapia ablativa. 

Fisioterapeuta

O Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Estado do Rio de Janeiro publicou o novo acórdão da Fisioterapia Dermatofuncional nº 20/2020, que regulariza o uso de substâncias, medicamentos e procedimentos injetáveis. 

A recomendação é que o profissional tenha especialização em Fisioterapia Dermatofuncional e apresentar todos os documentos que comprovem sua qualificação técnica junto ao Crefito-2. Veja quais são os procedimentos e técnicas que ele pode realizar:

  • Intradermoterapia/Mesoterapia;
  • Microagulhamento;
  • Hidrolipoclasia Ultrassônica não Aspirativa;
  • Preenchedores Semipermanentes;
  • Procedimento Injetável para Microvasos;
  • Toxina Botulínica Fisioterapêutica;
  • Terapia Neural;
  • Ozonioterapia;
  • Plasma Rico em Plaquetas e Terapia Fotodinâmica e Fotossensibilizadores Fisioterapêuticos.

Apesar dessa norma ser válida apenas para o Estado do Rio de Janeiro, já podemos considerar um bom avanço para os fisioterapeutas. Afinal, a oportunidade de entrar no mundo da Harmonização Orofacial oficialmente era uma necessidade que vinham sentindo há algum tempo, de acordo com o Dr. Juliano Tibola, Presidente da Associação Brasileira de Fisioterapia Dermatofuncional (ABRAFIDEF). 

8. Procedimentos mais realizados na Harmonização facial 

Enfim, agora que você já sabe quais profissionais podem realizar os procedimentos de harmonização, vamos conhecer as técnicas mais realizadas nos consultórios do Brasil: 

Toxina botulínica (Botox) 

A partir dos 25 anos, há uma perda natural do colágeno facial. Além disso, os movimentos repetitivos dos músculos faciais durante as expressões contribuem para a formação de rugas e linhas de expressão. Então, para suavizar os efeitos do tempo, a Toxina Botulínica surge como grande aliada dos profissionais de harmonização facial.  

O Botox atua na paralisia da musculatura do rosto, aliviando a formação de rugas e linhas de expressão, como pés de galinha, por exemplo. Dessa forma, pode ser aplicado na testa, sobrancelhas, abaixo dos olhos, no pescoço e na região abaixo da boca. Os resultados duram entre 4 e 6 meses.  

Bioestimuladores de colágeno 

Os bioestimuladores são substâncias injetáveis que estimulam as células do nosso corpo a produzir colágeno. Ou seja, combatem a flacidez facial e promovem um efeito rejuvenescedor de forma natural e progressiva. Então, podem ser aplicados em consultório e utilizados em várias partes do rosto e corpo. Assim sendo, os efeitos podem ser percebidos entre 30 e 60 dias. 

Preenchimento com Ácido Hialurônico 

O ácido hialurônico age como preenchedor entre as células da pele, atraindo água para o local da aplicação. Ele melhora não só o aspecto de rugas e linhas de expressão, como também a hidratação da pele de uma forma geral. Então, dentre as substâncias mais utilizadas estão o ácido polilático, a hidroxipatita de cálcio e a prolicapolactona 

Dessa forma, pode ser usado no preenchimento de sulcos e rugas mais profundas, as chamadas rugas estáticas. Além disso, ele melhora a aparência de cicatrizes e pode ser utilizado para aumentar o volume dos lábios, queixo, mandíbula, nariz e maçãs do rosto.

Lipoaspiração da papada ou lipo de papada 

Com o passar dos anos, há um aumento do tecido adiposo, na região mais conhecida como papada. Então, a lipoaspiração retira o acúmulo de gordura do pescoço, deixando o local mais firme e rejuvenescido. Desse modo, o procedimento se inicia com uma anestesia local, seguindo de uma aspiração da gordura localizada sob o queixo. 

Bichectomia 

bichectomia é um procedimento cirúrgico que consiste na retirada das bolas de Bichat, que é a gordura que fica na parte profunda da bochecha. Desse modo, a indicação pode ser estética, para criar um aspecto mais alongado e harmônico ao rosto. Ou então funcional, em casos de pacientes que costumam morder as bochechas durante a mastigação. 

Microagulhamento 

É um procedimento que consiste em microperfurações na pele com finas agulhas metálicas. Assim sendo, o objetivo da técnica é promover a produção de colágeno e de outras fibras naturais, para melhorar a qualidade dérmica. Portanto, é indicado para tratar flacidez facial, melasma e cicatrizes de acne. 

Fios de sustentação ou fios de PDO 

Os fios de PDO, ou fios de sustentação, são comumente conhecidos por seus efeitos de sustentação facial e reposicionamento de tecidos. Por isso, é muito utilizado por ser um procedimento não invasivo. Além disso, estimula a produção colágeno, provocando o efeito fox eyes, que nada mais é do que a elevação da cauda da sobrancelha para deixar o olhar mais alongado e sensual. Os fios são absorvidos pelo organismo cerca de 6 meses após sua aplicação. 

9. Qual o preço médio de cada procedimento? 

O valor depende do tipo de procedimento e da quantidade de sessões necessárias. Por exemplo, uma sessão de microagulhamento custa em média R$ 300. Enquanto que uma sessão de bioestimulador de colágeno custa entre R$ 1.500 e R$2.000. Já a aplicação de Toxina Botulínica varia entre R$ 1.000 e R$ 1.500.

Contudo, a região do país, a quantidade de sessões e a escolha dos materiais interferem no preço dos serviços. Lembrando que divulgar o preço dos procedimentos pelo profissional ou clínica é uma ação que via contra a legislação. Assim como modalidades de pagamento e outras formas de comercialização. Saiba mais sobre isso aqui.

Gostou deste conteúdo? 

Então, conte para a gente nos comentários!

SHOF
Autora

© SHOF - Todos os Direitos Reservados.

Contatos