10 coisas que você precisa saber sobre a harmonização facial

Botox, preenchimento labial, fios de sustentação. Saiba tudo sobre um dos mercados que mais crescem no Brasil

Paciente realizando preenchimento facial, uma das técnicas da Harmonização facial. Foto disponível em Envato

O Brasil se tornou o país que mais realiza cirurgias plásticas no mundo. Os dados são da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS). De acordo com o levantamento, foram registradas mais de 1 milhão de cirurgias plásticas estéticas no Brasil em 2018, das quais 969 mil foram procedimentos estéticos não-cirúrgicos, como aqueles contemplados pela harmonização facial.  

Segundo dados do Google Trends, o termo “Harmonização facial” teve um aumento de 450% nas buscas nos últimos 12 meses. O que demonstra um crescente interesse pelo procedimento. Celebridades como Alok e Gretchen que fizeram a harmonização facial também impulsionaram as buscas pelo termo. “Preenchimento labial”, “aplicação de Botox e “ácido hialurônico na boca”, estão entre as palavras mais procuradas no Google nos últimos 12 meses.  

1. O que é Harmonização facial? 

A harmonização facial é um conjunto de procedimentos estéticos que busca o equilíbrio e a harmonia do rosto. Propõe o uso da simetria para realçar os contornos e a beleza natural do paciente. É uma técnica muito procurada por não ser invasiva e propiciar resultados muito satisfatórios, tanto estéticos quanto funcionais. 

2. Qual o objetivo da harmonização facial? 

O objetivo da harmonização facial é promover a simetria do rosto, deixando-o mais harmônico. Com técnicas inovadoras e não invasivas, ela permite ainda definir traços e contornos no rosto, trazendo um aspecto mais jovial ao paciente. A técnica também permite retardar os efeitos do processo de envelhecimento e melhorar a qualidade dérmica. 

3. Qual a indicação? 

A harmonização facial é indicada para homens e mulheres que estão insatisfeitos com sua aparência ou querem melhorar algum aspecto que não esteja harmônico com o restante do rosto. É indicada também como medida preventiva para correção do sorriso gengival e para aqueles que possuem algum tipo de alteração funcional como o bruxismo e DTM (disfunção temporomandibular).  

4. Os procedimentos são definitivos? 

Os procedimentos de harmonização facial não são definitivos, exceto a bichectomia que é um procedimento cirúrgico. Os resultados duram de 6 meses a 1 ano, dependendo da técnica aplicada e do organismo de cada paciente. 

5. O preenchimento é reversível?

Os procedimentos de preenchimento podem ser reversíveis utilizando a enzima hialuronidase, que age na absorção do ácido hialurônico. A aplicação é injetável e feita no próprio consultório. 

6. Possui contraindicações? 

Com a técnica adequada e material de qualidade, os preenchimentos são perfeitamente seguros para qualquer pessoa. No entanto, deve-se evitar tais procedimentos em gestantes, mulheres que estão amamentando e menores de idade. 

7. Quais profissionais estão habilitados a fazer a harmonização facial? 

Somente profissionais da área da saúde, com formação ou especialização em saúde estética podem fazer a harmonização facial. Saiba quem são eles:

7.1 Cirurgiões plásticos 

Pioneiros no mercado da harmonização facial, os cirurgiões plásticos podem realizar todos os procedimentos da harmonização facial, incluindo procedimentos invasivos, como o lifting cirúrgico. 

7.2 Dermatologistas  

O dermatologista com especialização em dermatologia cosmiátrica, pode executar com habilidade vários procedimentos cosméticos, como: aplicação de toxina botulínica, preenchimentos, laser para rejuvenescimento, peelings e tratamentos para cicatrizes de acne. 

  7.3 Dentistas 

Cirurgiões dentistas estão habilitados a realizar procedimentos de Harmonização facial. A atividade foi regulamentada pelo Conselho Federal de Odontologia em janeiro de 2019, por meio da resolução CFO-198/2019, que reconhece a atividade de harmonização orofacial como especialidade odontológica. 

Veja abaixo os procedimentos que podem ser realizados pelos dentistas: 

  • Fazer uso da toxina botulínica (botox) e preenchedores faciais na região orofacial;  
  • Fazer a intradermoterapia e o uso de indutores de colágeno com o objetivo de harmonizar os terços superior, médio e inferior da face, na região orofacial; 
  •  Realizar procedimentos de laserterapia, na sua área de atuação e em estruturas anexas e afins; 
  • Realizar bichectomia, técnica cirúrgica de remoção da gordura da bochecha; 
  • Aplicar técnicas cirúrgicas para a correção dos lábios (liplifting).

Procedimentos que os dentistas não estão autorizados a realizar: 

De acordo com a nova resolução do Conselho Federal de Odontologia CFO-230/2020, o profissional de odontologia não está habilitado a realizar: 

  • Diminuição das asas nasais; 
  • Redução de pálpebras; 
  • Lifting de sobrancelhas.
  • Cirurgia para orelhas de abano; 
  • Rinoplastia: correção estética do nariz; 
  • Face lifting. 

7.4 Biomédicos estetas 

De acordo com a resolução do Conselho Federal de Biomedicina, o biomédico que possuir habilitação em Biomedicina Estética poderá realizar a prescrição de substâncias e outros produtos para fins estéticos, incluindo:  

  • Aplicação de Toxina botulínica (Botox); 
  • Substâncias utilizadas na intradermoterapia; 
  • Substâncias classificadas como correlatos de uso injetável; 
  • Preenchimentos dérmicos subcutâneos; 
  • Fitoterápicos e nutrientes (vitaminas, minerais, aminoácidos, enzimas e lactobacilos). 

7.5 Farmacêuticos 

De acordo com a resolução 645/2017 do Conselho Federal de Farmácia, “o farmacêutico é capacitado para exercer a saúde estética” desde que tenha pós-graduação reconhecida pelo Ministério da Educação em saúde estética. Veja abaixo os procedimentos que os farmacêuticos estão autorizados a executar: 

  • Aplicação de toxina botulínica (Botox);
  • Peelings químicos; 
  • Preenchimentos dérmicos absorvíveis; 
  • Intradermoterapia/mesoterapia; 
  • Agulhamento e microagulhamento estético; 
  • Fios lifting absorvíveis; 
  • Fios ligfting de autosustentação (fios de PDO); 
  • Laserterapia ablativa. 

8. Procedimentos mais realizados na Harmonização facial 

São vários os profissionais habilitados a realizar os procedimentos de harmonização facial. Alguns podem realizar procedimentos mais invasivos, como os dermatologistas e cirurgiões-plásticos. Outros têm a habilidade de realizar a harmonização orofacial, que inclui toda a região da boca, como no caso dos dentistas. E ainda os farmacêuticos e biomédicos estetas, habilitados a realizar técnicas menos invasivas de preenchimento.  

Agora que você já sabe quais profissionais procurar, vamos conhecer as técnicas mais realizadas nos consultórios do Brasil: 

8.1 Toxina botulínica (Botox) 

A partir dos 25 anos, há uma perda natural do colágeno facial. Além disso, os movimentos repetitivos dos músculos faciais durante as expressões contribuem para a formação de rugas e linhas de expressão. Para suavizar os efeitos do tempo, a toxina botulínica surge como grande aliada dos profissionais de harmonização facial.  

O Botox atua na paralisia da musculatura do rosto, aliviando a formação de rugas e linhas de expressão, como pés de galinha, por exemplo. Ele pode ser aplicado na testa, sobrancelhas, abaixo dos olhos, no pescoço e na região abaixo da boca. Os resultados duram entre 4 e 6 meses.  

8.2 Bioestimuladores de colágeno 

Os bioestimuladores são substâncias injetáveis que estimulam as células do nosso corpo a produzir colágeno. Combatem a flacidez facial e promovem um efeito rejuvenescedor de forma natural e progressiva. São aplicados em consultório e podem ser utilizados em várias partes do rosto e corpo. Os efeitos podem ser percebidos entre 30 e 60 dias. 

8.3 Preenchimento com ácido hialurônico 

O ácido hialurônico age como preenchedor entre as células da pele, atraindo água para o local da aplicação. Ele melhora não só o aspecto de rugas e linhas de expressão, como também a hidratação da pele de uma forma geral. Dentre as substâncias mais utilizadas estão o ácido polilático, a hidroxipatita de cálcio e a prolicapolactona 

Pode ser usado no preenchimento de sulcos e rugas mais profundas, as chamadas rugas estáticas. Ele também melhora a aparência de cicatrizes e pode ser utilizado para aumentar o volume dos lábios, queixo, mandíbula, nariz e maçãs do rosto, melhorando o contorno do rosto.  

8.4 Lipoaspiração da papada ou lipo de papada 

Com o passar dos anos, há um aumento do tecido adiposo na região mais conhecida como papada. O procedimento retira este acúmulo de gordura do pescoço, deixando o local mais firme e rejuvenescido. O procedimento é feito com anestesia local e então é feita a aspiração da gordura localizada sob o queixo. 

8.5 Bichectomia 

bichectomia é um procedimento cirúrgico que consiste na retirada da bola de bichat, que é a gordura que fica na parte profunda da bochecha. A indicação pode ser tanto estética, para criar um aspecto mais alongado e harmônico ao rosto, quanto funcional, para pacientes que costumam morder as bochechas durante a mastigação. 

8.6 Microagulhamento 

É um procedimento que consiste em microperfurações na pele com finas agulhas metálicas. O objetivo da técnica é promover a produção de colágeno e de outras fibras naturais, para melhorar a qualidade dérmica. É indicado para tratar flacidez facial, melasma e cicatrizes de acne. 

8.7 Fios de sustentação ou fios de PDO 

Os fios de PDO ou fios de sustentação são comumente conhecidos por seus efeitos de sustentação facial e reposicionamento de tecidos. É muito utilizado por ser um procedimento não invasivo. Os fios são absorvidos pelo organismo cerca de 6 meses após sua aplicação. Além de promover a estimulação de colágeno, provoca o efeito fox eyes, que é a elevação da cauda da sobrancelha deixando o olhar mais alongado e sensual.  
 

9. Qual o preço em média de cada procedimento? 

O valor vai depender do tipo de procedimento e da quantidade de sessões necessárias. Uma sessão de microagulhamento, por exemplo, custa em média R$300. Enquanto uma sessão de bioestimulador de colágeno custa entre R$1.500 e R$2.000. A aplicação de toxina botulínica varia entre R$1.000 e 1.500. Vale lembrar que o preço dos procedimentos varia de acordo com a região do país, a quantidade de sessões e os materiais utilizados. É imprescindível marcar uma consulta com o profissional habilitado para fazer uma avaliação criteriosa das necessidades do paciente.  

10. Cuidados na hora de escolher um profissional de harmonização facial 

Agora que você já sabe o que é harmonização facial, já conhece os principais procedimentos e sabe quais profissionais estão aptos a realizá-los, vamos falar sobre os cuidados ao escolher um profissional:  

Procurando um profissional de harmonização facial

  • Pesquise sobre o profissional em sites ou redes sociais; 
  • Procure ver fotos de “antes e depois” de procedimentos já realizados 
  • Procure por indicações de pessoas que já fizeram o procedimento; 
  • Participe de grupos de discussão sobre harmonização facial; 

Escolhendo um profissional capacitado

  • Procure saber as qualificações do profissional; 
  • Certifique-se que ele possui especialização na área de harmonização facial; 
  • Acompanhe suas postagens nas redes sociais; 
  • O profissional está em constante aprendizado? Participa de seminários e congressos de especialização? 
  • Faça uma avaliação presencial; 
  • Tire suas dúvidas sobre resultados, tempo de recuperação e duração do efeito do procedimento; 
  • Dê preferência por profissionais que utilizam análises faciais digitais no planejamento da harmonização facial.  

Agora que você sabe tudo sobre harmonização facial, ficou com vontade de fazer algum procedimento?  

Conte para gente nos comentários! 

Para ler mais artigos como este, acesse nosso Blog e saiba mais! 

Nenhum comentário para mostrar.

© SHOF - Todos os Direitos Reservados.

Contatos